Blog

Análise da água e sua importância para saúde

Análise da água e sua importância para saúde

Um conhecimento popular sempre comentado é o que diz que “água é vida”. Mas, a verdade é que nem toda água é sinônimo de saúde e bem estar. Para garantir que a água tenha qualidade e possa ser consumida é necessária uma complexa e fundamental análise de sua potabilidade.

O que é água potável?

Segundo o Ministério da Saúde do Governo Federal brasileiro, água potável é aquela que “não ofereça riscos à saúde” (Portaria de Consolidação Nº 5). Para garantir esse grau de qualidade existem muitos parâmetros científicos, que estabelecem condições microbiológicas e físico-químicas ótimas e seguras para a água ser consumida pelo ser humano.

Um dos usos mais evidentes e comuns da água é bebê-la, claro, mas existem diversas outras situações nas quais a água deve cumprir um padrão de qualidade, como o uso em indústrias ou hospitais, na fabricação de soluções químicas específicas, como cosméticos, remédios e fármacos, entre tantas outras.

Por causa disso, há inúmeros processos e tratamentos que a substância pode passar para garantir sua qualidade. Para que esses tratamentos possam ser adotados com segurança, são aplicados testes e análises indicadoras do grau de potabilidade da água.

Água bruta e água tratada: você sabe a diferença?

Uma questão muito importante quando falamos de água é a diferença entre água bruta e água tratada! A chamada água bruta é a substância que não passou por processos de tratamento, ou seja, aquela que pode ser encontrada na natureza, por exemplo. Ela pode até mesmo ser potável, como em fontes limpas. Mas, é sempre importante a análise para atestar essa situação.

Já a água tratada é aquela que passou por algum processo de purificação que garantiu que ela não contêm nenhum elemento que possa gerar riscos à saúde das pessoas e demais seres vivos. Nesse tipo de situação é fundamental também o teste final, realizado em análises laboratoriais confiáveis, para provar que a água é realmente limpa e indicada para consumo.

Que análises são realizadas na água bruta e tratada?

Para os dois tipos de água são desenvolvidos vários testes com padrões e procedimentos muito rigorosos. No caso da água bruta, que pode ser encontrada em nascentes, minas, poços artesianos, etc, são avaliados:

  • Fatores microbiológicos, como quantidade de coliformes fecais, de variados tipos de bactérias e elementos estranhos, entre outros
  • Fatores físicos e químicos, como o pH da água (que varia entre 1 e 14), sua turbidez (palavra complexa que diz respeito ao impacto que partículas causam na água), entre diversos outros.

Já para a água tratada, seja ela fornecida pela rede pública ou em garrafas ou garrafões, há vários testes além dos que citamos, que analisam:

  • Itens microbiológicos, como presença de Escherichia coli, Bactérias Heterotróficas, etc
  • Elementos físico-químicos, como cloro residual, e a chamada Dureza da água, que mede a quantidade de determinados sais minerais presentes.

As medidas padrão para a água potável são bastante rigorosas, afinal, estamos falando da saúde das pessoas e de sua segurança. Se por acaso qualquer água consumida por seres humanos estiver fora do controle de qualidade, diversas ações de correção e cuidado têm de ser imediatamente colocadas em prática, e eventuais punições podem ser aplicadas.

Como são feitas as análises?

A única forma de alguém estar seguro é com constantes análises e testes, sempre realizadas por empresas especializadas e competentes. Afinal, todas as etapas dos testes, desde coleta até a análise laboratorial, exigem muito conhecimento.

Os profissionais responsáveis, como biólogos, químicos e outros especialistas, utilizam técnicas específicas, além de tecnologias e equipamentos modernos em laboratórios certificados, para verificar todos os possíveis itens e avaliar a qualidade da água.

Com isso, conseguem entender se a água deve passar por processos de tratamento convencionais, como floculação, decantação, filtração, desinfecção e fluoretação. Ou mesmo por métodos chamados de não-convencionais, como clarificador de contato, flotação, ETA’s compactas, etc.

Tudo isso para, depois de muito trabalho, entregar para a população uma água pronta para ser consumida com segurança e saúde. Afinal, como dizia o escritor Guimarães Rosa, “água de boa qualidade é como a saúde ou a liberdade: só tem valor quando acaba”.

Como faço para garantir que minha água está tratada e segura?

Depois de toda essa leitura ficou claro: para ter certeza se você está consumindo uma água de qualidade você precisa de serviços técnicos de profissionais competentes.

E a solução é fácil: basta procurar por nosso laboratório especializado em análise de água, aqui em Belo Horizonte, que a gente tem uma equipe de especialistas completa para te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *